Rio Piracicaba

Rio Piracicaba
Rio Piracicaba cheio (foto Ivana Negri)

Patrimônio da cidade, a Sapucaia florida (foto Ivana Negri)

Balão atravessando a ponte estaiada (foto Ivana Negri)

Diretoria

Diretoria da Academia Piracicabana de Letras 2018/2021

Presidente– Vitor Pires Vencovsky
Vice-Presidente– Cassio Camilo Almeida de Negri
Primeiro Secretário – Ivana Maria França de Negri
Segundo Secretário – Carmen Maria da Silva Fernandes Pilotto
Primeiro Tesoureiro – Edson Rontani Junior
Segundo Tesoureiro – Waldemar Romano
Bibliotecária – Aracy Duarte Ferrari

Conselho Fiscal
Gustavo Jacques Dias Alvim
Alexandre Neder
Walter Naime

Editor e Jornalista Responsável
João Umberto Nassif

Conselho editorial

Evaldo Vicente
Antonio Carlos Fusatto
Ivana Maria França de Negri
Carmen Maria da Silva Fernandez Pilotto



Seguidores

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

A Padroeira da Pátria

Lino Vitti
Cadeira n° 37 - Patrono: Sebastião Ferraz 
                 

Lino Vitti


Todos os dias, com a graça de Deus, entre as 9 e 10 da manhã, ligo a minha já superada tevê, na faixa da Rede Vida, canal 24, para assistir a Santa Missa recitada, ao vivo, no Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida e, acredito, o mesmo deve dar-se com a maioria dos assistentes pelo Brasil afora, até as fronteiras onde alcança a importante e cristã emissora televisiva.
Dia 12 de Outubro é consagrado a Ela, porque a data é alusiva a essa Nossa Senhora, misteriosamente encontrada por pescadores cristãos quando rodavam sua canoa em busca de seu meio de vida e da vida de suas queridas famílias: os peixes.
Milagre ou não a estatueta foi recolhida por eles e levada onde merecia estar, graças ao quê acabou por se tornar ela uma devoção popular e de então, dado o grande amor que anima a todos os bons brasileiros, acabou se tornando um motivo de busca religiosa e cristã.
E tanto o povo se apegou à devoção da virgem negra que acabou por se tornar a Padroeira do Brasil, em que se perpetua pelos tempos afora, até a consumação dos séculos.
É a 12 de Outubro pois que o povo brasileiro, carinhosa e cristãmente, se congrega com suas preces e com suas homenagens à sua ínclita Padroeira, quando certamente lhe pedirá que continue a amar, proteger, orientar, alegrar este povo que com tanta devoção a aclamou sua Padroeira, uma padroeira que encarna em sua representatividade uma das dignas raças que formou o povo brasileiro e que contribuiu com seu trabalho, embora dolorosamente escravizado, para formar este grande e rico Brasil, invejado por muitas outras nações pela sua grandeza territorial, cultural, religiosa e humana.
Razão pois temos o povo brasileiro de consagrar esta nação ao amor, ao amparo, à devoção, á felicidade de Nossa Senhora Aparecida e justo que lhe dedique um data como feriado nacional, qual o merece e deve permitir aos brasileiros de todas as condições sociais façam deste dia um encontro de corações e homenageiem com todas as veras da alma aquela que é sua Santa Protetora, elo feliz e grandioso entre o Céu e a Terra brasileiros.
Admiro, confesso-o, aqueles peregrinos que de todas as localidades do Brasil, diariamente são mostrados pela Rede Aparecida e RedeVida, comprovando o quanto ela é amada, invocada, querida por todo o Brasil. E com todo amor de filhos oram: Nossa Senhora Aparecida, rogai por nós.
Vejo, naquelas manifestações diárias, vindas de todos os recantos da Pátria, à Nossa Senhora Aparecida consagrada, o quanto é devoto o nosso povo, humilde, simples e amoroso, daquele milagre que um dia as águas do rio Paraíba viram surgir de seu seio, onde havia um tesouro religioso aguardando fosse um de outra feita encontrado para se tornar esse grande e inegualável milagre de amor à Virgem Mãe de Deus, para ser a perpétua e feliz Padroeira do Brasil.
http://vanessalima.arteblog.com.br

Nenhum comentário:

Galeria Acadêmica

1-Alexandre Sarkis Neder - Cadeira n° 13 - Patrono: Dario Brasil
2-André Bueno Oliveira - Cadeira n° 14 - Patrono: Branca Motta de Toledo Sachs
3-Antonio Carlos Fusatto - Cadeira n° 6 - Patrono: Nélio Ferraz de Arruda
4-Antonio Carlos Neder - Cadeira n° 15 - Patrono: Archimedes Dutra
5-Aracy Duarte Ferrari - Cadeira n° 16 - Patrono: José Mathias Bragion
6-Armando Alexandre dos Santos- Cadeira n° 10 - Patrono: Brasílio Machado
7-Barjas Negri - Cadeira no 5 - Patrono: Leandro Guerrini
8-Carla Ceres Oliveira Capeleti - Cadeira n° 17 - Patrono: Virgínia Prata Gregolin
9-Carmen Maria da Silva Fernandez Pilotto - Cadeira n° 19 - Patrono: Ubirajara Malagueta Lara
10-Cássio Camilo Almeida de Negri - Cadeira n° 20 - Patrono: Benedito Evangelista da Costa
11-Cezário de Campos Ferrari - Cadeira n° 12 - Patrono: Ricardo Ferraz do Amaral
12-Edson Rontani Júnior - Cadeira n° 18 - Patrono: Madalena Salatti de Almeida
13-Elda Nympha Cobra Silveira - Cadeira n° 21 - Patrono: José Ferraz de Almeida Junior
14-Ésio Antonio Pezzato - cadeira no 31 - Patrono Victorio Angelo Cobra
15-Evaldo Vicente - Cadeira n° 23 - Patrono: Leo Vaz
16-Felisbino de Almeida Leme - Cadeira n° 8 - Patrono: Fortunato Losso Netto
17-Geraldo Victorino de França - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior
18-Gregorio Marchiori Netto - Cadeira n° 28 - Patrono: Delfim Ferreira da Rocha Neto
19-Gustavo Jacques Dias Alvim - Cadeira n° 29 - Patrono: Laudelina Cotrim de Castro
20-Ivana Maria França de Negri - Cadeira n° 33 - Patrono: Fernando Ferraz de Arruda
21-Jamil Nassif Abib (Mons.) - Cadeira n° 1 - Patrono: João Chiarini
22-João Baptista de Souza Negreiros Athayde - Cadeira n° 34 - Patrono: Adriano Nogueira
23-João Umberto Nassif - Cadeira n° 35 - Patrono: Prudente José de Moraes Barros
24-Leda Coletti - Cadeira n° 36 - Patrono: Olívia Bianco
25-Maria de Lourdes Piedade Sodero Martins - cadeira no 26 Patrono Nelson Camponês do Brasil
26-Maria Helena Vieira Aguiar Corazza - Cadeira n° 3 - Patrono: Luiz de Queiroz
27-Marisa Amábile Fillet Bueloni - cadeira no32 - Patrono Thales castanho de Andrade
28-Marly Therezinha Germano Perecin - Cadeira n° 2 - Patrona: Jaçanã Althair Pereira Guerrini
29-Mônica Aguiar Corazza Stefani - Cadeira n° 9 - Patrono: José Maria de Carvalho Ferreira
30-Myria Machado Botelho - Cadeira n° 24 - Patrono: Maria Cecília Machado Bonachela
31-Newman Ribeiro Simões - cadeira no 38 - Patrono Elias de Mello Ayres
32-Olívio Alleoni – Cadeira n° 25 – Patrono: Francisco Lagreca
33-Paulo Celso Bassetti - Cadeira n° 39 - Patrono: José Luiz Guidotti
34-Raquel Delvaje - Cadeira no 40 - Patrono Barão de Rezende
35-Rosaly Aparecida Curiacos de Almeida Leme - Cadeira n° 7 - Patrono: Helly de Campos Melges
36-Sílvia Regina de OLiveira - Cadeira no 22 - Patrono Erotides de Campos
37-Valdiza Maria Caprânico - Cadeira no 4 - Patrono Haldumont Nobre Ferraz
38-Vitor Pires Vencovsky - Cadeira no 30 - Patrono Jorge Anéfalos
39-Waldemar Romano - Cadeira n° 11 - Patrono: Benedito de Andrade
40-Walter Naime - Cadeira no 37 - Patrono Sebastião Ferraz
Lino Vitti - Acadêmico Honorário (in memoriam)