Rio Piracicaba

Rio Piracicaba
Rio Piracicaba cheio (foto Ivana Negri)

Patrimônio da cidade, a Sapucaia florida (foto Ivana Negri)

Balão atravessando a ponte estaiada (foto Ivana Negri)

Diretoria

Diretoria da Academia Piracicabana de Letras 2018/2021

Presidente– Vitor Pires Vencovsky
Vice-Presidente– Cassio Camilo Almeida de Negri
Primeira Secretária – Ivana Maria França de Negri
Segunda Secretária – Carmen Maria da Silva Fernandes Pilotto
Primeiro Tesoureiro – Edson Rontani Junior
Segundo Tesoureiro – Waldemar Romano
Bibliotecária – Aracy Duarte Ferrari

Conselho Fiscal
Andre Bueno Oliveira
Alexandre Neder
Walter Naime

Editor e Jornalista Responsável
João Umberto Nassif

Conselho editorial

Evaldo Vicente
Edson Rontani Junior
Ivana Maria França de Negri
Carmen Maria da Silva Fernandez Pilotto



Seguidores

segunda-feira, 27 de agosto de 2018

Eu vejo Deus...



Eu vejo Deus...
Ivana Maria França de Negri

            Eu vejo Deus no sol alaranjado e abrasador que ilumina todas as manhãs, mesmo nas chuvosas, pois além das nuvens, sabemos que está lá, trazendo vida e luz a todos os seres vivos...
            Eu vejo Deus na Lua e em seu séquito de estrelas, com seu brilho secular que a todos encanta...
            Eu vejo Deus nas crianças com suas brincadeiras inocentes, tão felizes, um lampejo do futuro que está por vir...
            Eu vejo Deus nos idosos, mesmo com o olhar embaçado, o corpo cansado, mas com a alma ainda vívida, agradecendo cada dia que chega como um presente...
            Eu vejo Deus nas pessoas que eu amo, que fazem transbordar meu coração de ternura...
            Mas também vejo Deus nos meus inimigos, que me fazem sofrer, chorar, e por isso mesmo, me ajudam a crescer e a me tornar forte...
            Eu vejo Deus na Primavera florida, no perfume que as flores exalam, na beleza das cores e na perfeição de suas formas ...
            Eu vejo Deus no Verão ardente, na quentura do Sol que faz o prodígio da fotossíntese e da germinação das sementes...
            Eu vejo Deus no vento gelado do outono, que varre folhas e flores, mas prenuncia uma nova safra de frutos...
            Eu vejo Deus no rigoroso clima do Inverno, no vento cortante e nos  gélidos dias que nos parecem mais longos...
            Eu vejo Deus nos animais, seres tão semelhantes a nós em sua escalada evolutiva...         
            Eu vejo Deus na Natureza perfeita, nos rios, lagos, mares, planícies, vales e montanhas...
            Eu vejo Deus nos planetas distantes, em outras galáxias e em outros universos, e me sinto tão ínfima, mas tão gigante ao mesmo tempo...
            Vejo também muitos se proclamando ateus, mas usufruindo de todos esses milagres que acontecem todos os dias, sorvendo a vida, com todas as alegrias e dores que ela traz.  
            Só não vê Deus nas entrelinhas da vida quem permanece espiritualmente cego. Deus não é um personagem, um ser, é uma espécie de energia criativa que flui sutilmente em todas as coisas. Podemos sentir essa energia divina quando, na paz do silêncio,  fechamos os olhos carnais e abrimos os do espírito. Ele vibra dentro de nós com intensidade, uma enxurrada de amor.
            E volto a citar a fala perfeita do Pequeno Príncipe de Exupéry: “Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível para os olhos”...

Texto publicado na Gazeta de Piracicaba 26/08/2018

quarta-feira, 15 de agosto de 2018

Nota de falecimento

É com profundo pesar que a Academia Piracicabana de Letras noticia o falecimento do seu ex-presidente, acadêmico Gustavo Jacques Dias Alvim.
O corpo estará sendo velado na Igreja metodista de Piracicaba a partir das 15h30 e o enterro será amanhã, dia 16 de agosto, às 10h

Casado há mais de 50 anos com Vera Baggio Alvim, deixa uma filha, Luciana e netos

Indagação



Aracy Duarte Ferrari

Os homens fixam
Seus olhos no céu.
Porém,
Quantos chegarão lá?
São anos-luz de
mistérios!



quarta-feira, 8 de agosto de 2018

Para os Pais

Leda  Coletti

O pai é o melhor amigo,
porto seguro, mar calmo,
que o filho leva consigo
na existência, palmo a palmo.

Pra criança ele é magia,
habita um mundo encantado,
pro jovem, tem energia,
é parceiro entusiasmado.

O adulto também papai
duplo valor lhe atribui,
sendo agora filho e pai
grande emoção usufrui.

Pai, lembra bela  poesia
sua presença é como o sol,
que ilumina nosso dia
guiando como  um farol.

Pai  é um  tesouro precioso
guardado no coração.
por seu exemplo grandioso
receba nossa afeição.
.

sábado, 4 de agosto de 2018

Microconto

João Baptista de Souza Negreiros Athayde 
Cadeira n° 34 - Patrono: Adriano Nogueira

NATI-MORTO
(microconto)
João Baptista de Souza Negreiros Athayde

O sujeito oculto desprendeu-se do tema, no exato momento em que o verbo arrogava-se senhor da ação.

 E o conto desfez-se em reticências...

Galeria Acadêmica

1-Alexandre Sarkis Neder - Cadeira n° 13 - Patrono: Dario Brasil
2-André Bueno Oliveira - Cadeira n° 14 - Patrono: Branca Motta de Toledo Sachs
3-Antonio Carlos Fusatto - Cadeira n° 6 - Patrono: Nélio Ferraz de Arruda
4-Antonio Carlos Neder - Cadeira n° 15 - Patrono: Archimedes Dutra (in memoriam)
5-Aracy Duarte Ferrari - Cadeira n° 16 - Patrono: José Mathias Bragion
6-Armando Alexandre dos Santos- Cadeira n° 10 - Patrono: Brasílio Machado
7-Barjas Negri - Cadeira no 5 - Patrono: Leandro Guerrini
8-Carla Ceres Oliveira Capeleti - Cadeira n° 17 - Patrono: Virgínia Prata Gregolin
9-Carmen Maria da Silva Fernandez Pilotto - Cadeira n° 19 - Patrono: Ubirajara Malagueta Lara
10-Cássio Camilo Almeida de Negri - Cadeira n° 20 - Patrono: Benedito Evangelista da Costa
11- Luciano Martins Verdade-Cadeira n° 12 - Patrono: Ricardo Ferraz de Arruda Pinto
12-Edson Rontani Júnior - Cadeira n° 18 - Patrono: Madalena Salatti de Almeida
13-Elda Nympha Cobra Silveira - Cadeira n° 21 - Patrono: José Ferraz de Almeida Junior
14-Ésio Antonio Pezzato - cadeira no 31 - Patrono Victorio Angelo Cobra
15-Evaldo Vicente - Cadeira n° 23 - Patrono: Leo Vaz
16-Lídia Varela Sendin - Cadeira n° 8 - Patrono: Fortunato Losso Netto
17-Geraldo Victorino de França - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior (in memoriam)
18-Gregorio Marchiori Netto - Cadeira n° 28 - Patrono: Delfim Ferreira da Rocha Neto
19-Carmelina de Toledo Piza - Cadeira n° 29 - Patrono: Laudelina Cotrim de Castro
20-Ivana Maria França de Negri - Cadeira n° 33 - Patrono: Fernando Ferraz de Arruda
21-Jamil Nassif Abib (Mons.) - Cadeira n° 1 - Patrono: João Chiarini
22-João Baptista de Souza Negreiros Athayde - Cadeira n° 34 - Patrono: Adriano Nogueira
23-João Umberto Nassif - Cadeira n° 35 - Patrono: Prudente José de Moraes Barros
24-Leda Coletti - Cadeira n° 36 - Patrono: Olívia Bianco
25-Maria de Lourdes Piedade Sodero Martins - cadeira no 26 Patrono Nelson Camponês do Brasil
26-Maria Helena Vieira Aguiar Corazza - Cadeira n° 3 - Patrono: Luiz de Queiroz
27-Marisa Amábile Fillet Bueloni - cadeira no32 - Patrono Thales castanho de Andrade
28-Marly Therezinha Germano Perecin - Cadeira n° 2 - Patrona: Jaçanã Althair Pereira Guerrini
29-Mônica Aguiar Corazza Stefani - Cadeira n° 9 - Patrono: José Maria de Carvalho Ferreira
30-Myria Machado Botelho - Cadeira n° 24 - Patrono: Maria Cecília Machado Bonachela
31-Newman Ribeiro Simões - cadeira no 38 - Patrono Elias de Mello Ayres
32-Olívio Alleoni – Cadeira n° 25 – Patrono: Francisco Lagreca
33-Paulo Celso Bassetti - Cadeira n° 39 - Patrono: José Luiz Guidotti
34-Raquel Delvaje - Cadeira no 40 - Patrono Barão de Rezende
35- Elisabete Jurema Bortolin - Cadeira n° 7 - Patrono: Helly de Campos Melges
36-Sílvia Regina de OLiveira - Cadeira no 22 - Patrono Erotides de Campos
37-Valdiza Maria Caprânico - Cadeira no 4 - Patrono Haldumont Nobre Ferraz
38-Vitor Pires Vencovsky - Cadeira no 30 - Patrono Jorge Anéfalos
39-Waldemar Romano - Cadeira n° 11 - Patrono: Benedito de Andrade
40-Walter Naime - Cadeira no 37 - Patrono Sebastião Ferraz