Rio Piracicaba

Rio Piracicaba
Rio Piracicaba cheio (foto Ivana Negri)

Patrimônio da cidade, a Sapucaia florida (foto Ivana Negri)

Balão atravessando a ponte estaiada (foto Ivana Negri)

Diretoria

Diretoria da Academia Piracicabana de Letras

Presidente– Gustavo Jacques Alvim
Vice-Presidente– Cassio Camilo Almeida de Negri
Primeiro Secretário – Carmen Maria da Silva Fernandes Pilotto
Segundo Secretário – Evaldo Vicente
Primeiro Tesoureiro – Antônio Carlos Fusatto
Segundo Tesoureiro – Waldemar Romano
Bibliotecária – Aracy Duarte Ferrari

Conselho Fiscal

Walter Naime
Cezário de Campos Ferrari

Editor e Jornalista Responsável
João Umberto Nassif

Conselho editorial

Antonio Carlos Neder
Ivana Maria França de Negri
Carmen Maria da Silva Fernandez Pilotto
Myria Machado Botelho


Seguidores

terça-feira, 13 de novembro de 2012

BRINCADEIRA DE GENTE GRANDE




(Redação Vencedora do CONCURSO DE REDAÇÃO E DESENHO, promovido pelo ROTARY na 2ª Semana da Ética, premiada na sessão solene em 15/10/12 na Câmara dos Vereadores de Piracicaba)
                                                                                                                                                                 
Suzete Brossi *

                Não precisamos de projetos grandiosos e mirabolantes, mas de ações simples e práticas, capazes de motivar, ao menos, uma pessoa a fazer o mesmo. Num mundo complexo e complicado, revestido por máscaras sociais, a seriedade se evaporou e tudo vira motivo de brincadeiras e chacotas comumente encontradas nas variadas redes sociais, um meio rápido, fácil e extremamente abrangente para a criação de correntes.
                A proposta presente no livro de Catherine Ryan Hyde, A Corrente do Bem, evoluiu para um filme e chegou à realidade, agora, como um movimento concreto;  porque não levá-lo às redes sociais? Afinal, a maioria das correntes, falsas ou verdadeiras, nasce de uma brincadeira, inocente ou não, e, neste caso, pode nascer de uma história. Uma corrente para o bem está associada às boas atitudes feitas no dia-a-dia, ligadas às gentilezas, ao senso de comunidade, à cidadania, às ações divertidas e rápidas, praticadas nas próprias redes sociais, por quaisquer grupos ou pessoas. Um movimento de todos, para todos, pois a felicidade individual aumenta quando o mundo à nossa volta está bem.
                No filme/livro, o protagonista ensina que ao fazer boas ações para três pessoas e essas replicarem para outras três, é possível gerar uma grande e firme corrente do bem. Nós também podemos fazer isso nas redes sociais, é fácil e, quando ajudamos, tudo torna-se satisfatório, além de ser uma forma de alcançar pessoas de todo o mundo em pouco tempo, sem grandes dificuldades, disseminando ideias boas em uma velocidade incrível, uma verdadeira corrente capaz de ligar desde nações opostas ou, simplesmente, vizinhos. Da mesma maneira, podemos tuitar algo benéfico e criativo para pacientes no doepalavras.com.br, apadrinhar uma criança pelo Fundo Cristão em internetsegura.apadrinhamento.org.br, ou colaborar com as decisões que estão sendo tomadas no Brasil através do votenaweb.com.br,  ampliando nossa corrente para o bem online.
Dizem alguns que “boas ações não se mantêm com apenas boas intenções”, de fato, as correntes do bem nas redes sociais também exigem planejamento,  pensar em ações a médio e longo prazos, aplicáveis e significativas, mas que podem começar conosco, pois de acordo com os versos de Gabriel, o pensador : “... quando a gente muda, o mundo muda com a gente” . Esse é o princípio das redes sociais com foco no bem coletivo: diversão e praticidade para o bem-estar social.
Então, feche os olhos e pense em três pessoas, entre nas redes sociais e faça, junto com elas, elos de uma corrente para o bem, uma brincadeira de gente grande.

 * Suzete Brossi é aluna do 2º ano EM do Colégio Salesiano Assunção de Piracicaba – aulas de redação da profª Christina A. Negro Silva

Nenhum comentário:

Galeria Acadêmica

Alexandre Sarkis Neder - Cadeira n° 13 - Patrono: Dario Brasil
André Bueno Oliveira - Cadeira n° 14 - Patrono: Branca Motta de Toledo Sachs
Antonio Carlos Fusatto - Cadeira n° 6 - Patrono: Nélio Ferraz de Arruda
Antonio Carlos Neder - Cadeira n° 15 - Patrono: Archimedes Dutra
Aracy Duarte Ferrari - Cadeira n° 16 - Patrono: José Mathias Bragion
Armando Alexandre dos Santos- Cadeira n° 10 - Patrono: Brasílio Machado
Carla Ceres Oliveira Capeleti - Cadeira n° 17 - Patrono: Virgínia Prata Gregolin
Carmen Maria da Silva Fernandez Pilotto - Cadeira n° 19 - Patrono: Ubirajara Malagueta Lara
Cássio Camilo Almeida de Negri - Cadeira n° 20 - Patrono: Benedito Evangelista da Costa
Cezário de Campos Ferrari - Cadeira n° 12 - Patrono: Ricardo Ferraz do Amaral
Edson Rontani Júnior - Cadeira n° 18 - Patrono: Madalena Salatti de Almeida
Elda Nympha Cobra Silveira - Cadeira n° 21 - Patrono: José Ferraz de Almeida Junior
Ésio Antonio Pezzato - cadeira no 31 - Patrono Victorio Angelo Cobra
Evaldo Vicente - Cadeira n° 23 - Patrono: Leo Vaz
Felisbino de Almeida Leme - Cadeira n° 8 - Patrono: Fortunato Losso Netto
Geraldo Victorino de França - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior
Gregorio Marchiori Netto - Cadeira n° 28 - Patrono: Delfim Ferreira da Rocha Neto
Gustavo Jacques Dias Alvim - Cadeira n° 29 - Patrono: Laudelina Cotrim de Castro
Ivana Maria França de Negri - Cadeira n° 33 - Patrono: Fernando Ferraz de Arruda
Jamil Nassif Abib (Mons.) - Cadeira n° 1 - Patrono: João Chiarini
João Baptista de Souza Negreiros Athayde - Cadeira n° 34 - Patrono: Adriano Nogueira
João Umberto Nassif - Cadeira n° 35 - Patrono: Prudente José de Moraes Barros
Leda Coletti - Cadeira n° 36 - Patrono: Olívia Bianco
Maria Helena Vieira Aguiar Corazza - Cadeira n° 3 - Patrono: Luiz de Queiroz
Marisa Amábile Fillet Bueloni - cadeira no32 - Patrono Thales castanho de Andrade
Marly Therezinha Germano Perecin - Cadeira n° 2 - Patrona: Jaçanã Althair Pereira Guerrini
Maria de Lourdes Piedade Sodero Martins - Cadeira n° 26 - Patrono: Nelson Camponês do Brasil
Mônica Aguiar Corazza Stefani - Cadeira n° 9 - Patrono: José Maria de Carvalho Ferreira
Myria Machado Botelho - Cadeira n° 24 - Patrono: Maria Cecília Machado Bonachela
Newman Ribeiro Simões - cadeira no 38 - Patrono Elias de Mello Ayres
Olívio Alleoni – Cadeira n° 25 – Patrono: Francisco Lagreca
Paulo Celso Bassetti - Cadeira n° 39 - Patrono: José Luiz Guidotti
Rosaly Aparecida Curiacos de Almeida Leme - Cadeira n° 7 - Patrono: Helly de Campos Melges
Sílvia Regina de OLiveira - Cadeira no 22 - Patrono Erotides de Campos
Valdiza Maria Caprânico - Cadeira no 4 - Patrono Haldumont Nobre Ferraz
Vitor Pires Vencovsky - Cadeira no 30 - Patrono Jorge Anéfalos
Waldemar Romano - Cadeira n° 11 - Patrono: Benedito de Andrade
Walter Naime - Cadeira no 37 - Patrono Sebastião Ferraz