Rio Piracicaba

Rio Piracicaba
Rio Piracicaba cheio (crédito da foto Ivana Negri)

Diretoria

Diretoria da Academia Piracicabana de Letras

Presidente– Gustavo Jacques Alvim
Vice-Presidente– Cassio Camilo Almeida de Negri
Primeiro Secretário – Carmen Maria da Silva Fernandes Pilotto
Segundo Secretário – Evaldo Vicente
Primeiro Tesoureiro – Antônio Carlos Fusatto
Segundo Tesoureiro – Waldemar Romano
Bibliotecária – Aracy Duarte Ferrari

Conselho Fiscal

Walter Naime
Cezário de Campos Ferrari

Editor e Jornalista Responsável
João Umberto Nassif

Conselho editorial

Antonio Carlos Neder
Ivana Maria França de Negri
Carmen Maria da Silva Fernandez Pilotto
Myria Machado Botelho


Seguidores

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Tragédia anunciada

 Acadêmica Myria Machado Botelho
Cadeira n° 24 - Patrona: Maria Cecília Machado Bonachella
            A ocorrência trágica deste fim de semana em Santa Maria, sábado,26/01, distante 300km de Porto Alegre, uma cidade universitária povoada  por jovens estudantes, levou o país a uma comoção geral e estupefata, atestando mais uma vez uma irresponsabilidade imperdoável. Nosso poder público, incluindo o prefeito e autoridades ligadas à segurança, os proprietários de estabelecimentos de diversão pública, é realmente deficitário em relação a uma cultura de segurança e de prevenção contra acidentes previsíveis como o ocorrido. Uma casa de diversões com uma única e estreita porta, abrigando perto de duas mil pessoas não deveria jamais ter o alvará necessário para funcionar.E, lamentavelmente , em todo o país, esta situação deficitária é comum. Não há fiscalização, não há prevenção, não há exigência quanto à programação a ser apresentada.
            Revoltante, inadmissível e doloroso constatar tanta ignorância, tanta ausência de bom senso, tanta frieza, tanto interesse e ganância, em face do que seria perfeitamente previsível de acontecer. Em se tratando de vidas humanas, vidas preciosas, o que aconteceu em Santa Maria deveria suscitar uma reação coletiva de nossas comunidades,em favor de novos direcionamentos e decisões drásticas e urgentes no sentido de prevenir que acontecimentos como este se repitam.De longe, assistindo aos noticiários, foi difícil acompanhar tanta dor, respaldada sempre pela solidariedade absoluta da população da cidade. E os depoimentos  gerais de quem logrou sair foi o da absoluta estupidez dos responsáveis pela boate. Havia barras de ferro, obstruindo a passagem em direção à bilheteria e, rapidamente a fumaça do recinto, fechado completamente, também impediu a visibilidade, provocando o desespero geral.
            Aconteceu e pronto. O irremediável não vai restituir tantas vidas em flor que, em busca de uma distração, estão mortas, brutal e inexoravelmente. Uma tragédia que vai demandar muito tempo para ser esquecida. Embora se deva ressaltar como fator bastante positivo, esta mobilização solidária que constitui a matéria prima da formação brasileira.  Só falta agora, unir a esta solidariedade, uma ação definida tendo em vista uma revisão na legalização, na emissão de alvarás e nas condições de funcionamento dos locais  de diversão pública, inclusive  os da pirotecnia em ambientes fechados, afim de que tragédias como esta não se repitam.  

Nenhum comentário:

Galeria Acadêmica

Alexandre Sarkis Neder - Cadeira n° 13 - Patrono: Dario Brasil
André Bueno Oliveira - Cadeira n° 14 - Patrono: Branca Motta de Toledo Sachs
Antonio Carlos Fusatto - Cadeira n° 6 - Patrono: Nélio Ferraz de Arruda
Antonio Carlos Neder - Cadeira n° 15 - Patrono: Archimedes Dutra
Aracy Duarte Ferrari - Cadeira n° 16 - Patrono: José Mathias Bragion
Armando Alexandre dos Santos- Cadeira n° 10 - Patrono: Brasílio Machado
Carla Ceres Oliveira Capeleti - Cadeira n° 17 - Patrono: Virgínia Prata Gregolin
Edson Rontani Júnior - Cadeira n° 18 - Patrono: Madalena Salatti de Almeida
Ésio Antonio Pezzato - cadeira no 31 - Patrono Victorio Angelo Cobra
Carmen Maria da Silva Fernandez Pilotto - Cadeira n° 19 - Patrono: Ubirajara Malagueta Lara
Cássio Camilo Almeida de Negri - Cadeira n° 20 - Patrono: Benedito Evangelista da Costa
Cezário de Campos Ferrari - Cadeira n° 12 - Patrono: Ricardo Ferraz do Amaral
Elda Nympha Cobra Silveira - Cadeira n° 21 - Patrono: José Ferraz de Almeida Junior
Evaldo Vicente - Cadeira n° 23 - Patrono: Leo Vaz
Felisbino de Almeida Leme - Cadeira n° 8 - Patrono: Fortunato Losso Netto
Geraldo Victorino de França - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior
Gregorio Marchiori Netto - Cadeira n° 28 - Patrono: Delfim Ferreira da Rocha Neto
Gustavo Jacques Dias Alvim - Cadeira n° 29 - Patrono: Laudelina Cotrim de Castro
Ivana Maria França de Negri - Cadeira n° 33 - Patrono: Fernando Ferraz de Arruda
Jamil Nassif Abib (Mons.) - Cadeira n° 1 - Patrono: João Chiarini
João Baptista de Souza Negreiros Athayde - Cadeira n° 34 - Patrono: Adriano Nogueira
João Umberto Nassif - Cadeira n° 35 - Patrono: Prudente José de Moraes Barros
Leda Coletti - Cadeira n° 36 - Patrono: Olívia Bianco
Maria Helena Vieira Aguiar Corazza - Cadeira n° 3 - Patrono: Luiz de Queiroz
Marisa Amábile Fillet Bueloni - cadeira no32 - Patrono Thales castanho de Andrade
Marly Therezinha Germano Perecin - Cadeira n° 2 - Patrona: Jaçanã Althair Pereira Guerrini
Maria de Lourdes Piedade Sodero Martins - Cadeira n° 26 - Patrono: Nelson Camponês do Brasil
Mônica Aguiar Corazza Stefani - Cadeira n° 9 - Patrono: José Maria de Carvalho Ferreira
Myria Machado Botelho - Cadeira n° 24 - Patrono: Maria Cecília Machado Bonachela
Newman Ribeiro Simões - cadeira no 38 - Patrono Elias de Mello Ayres
Olívio Alleoni – Cadeira n° 25 – Patrono: Francisco Lagreca
Paulo Celso Bassetti - Cadeira n° 39 - Patrono: José Luiz Guidotti
Rosaly Aparecida Curiacos de Almeida Leme - Cadeira n° 7 - Patrono: Helly de Campos Melges
Sílvia Regina de OLiveira - Cadeira no 22 - Patrono Erotides de Campos
Valdiza Maria Caprânico - Cadeira no 4 - Patrono Haldumont Nobre Ferraz
Vitor Pires Vencovsky - Cadeira no 30 - Patrono Jorge Anéfalos
Waldemar Romano - Cadeira n° 11 - Patrono: Benedito de Andrade
Walter Naime - Cadeira no 37 - Patrono Sebastião Ferraz