Rio Piracicaba

Rio Piracicaba
Rio Piracicaba cheio (foto Ivana Negri)

Patrimônio da cidade, a Sapucaia florida (foto Ivana Negri)

Balão atravessando a ponte estaiada (foto Ivana Negri)

Diretoria

Diretoria da Academia Piracicabana de Letras

Presidente– Gustavo Jacques Alvim
Vice-Presidente– Cassio Camilo Almeida de Negri
Primeiro Secretário – Carmen Maria da Silva Fernandes Pilotto
Segundo Secretário – Evaldo Vicente
Primeiro Tesoureiro – Antônio Carlos Fusatto
Segundo Tesoureiro – Waldemar Romano
Bibliotecária – Aracy Duarte Ferrari

Conselho Fiscal

Walter Naime
Cezário de Campos Ferrari

Editor e Jornalista Responsável
João Umberto Nassif

Conselho editorial

Antonio Carlos Neder
Ivana Maria França de Negri
Carmen Maria da Silva Fernandez Pilotto
Myria Machado Botelho


Seguidores

sábado, 2 de março de 2013

“EIS-ME AQUI, ENVIA-ME”

                          Maria Helena Vieira Aguiar Corazza - Cadeira no3 - Patrono: Luiz de Queiroz


         
            Esta é a citação do trecho de Isaias 6,8 para o Lema da Campanha da Fraternidade 2013, cujo Tema é, “Fraternidade e Juventude”, Campanha essa, como sói acontecer todos os anos pela CNBB – Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, que este ano aborda o “Jovem” tanto na Economia como na Sociedade, na Cultura, na Política e na Religião. A Campanha deste ano quer compreender a juventude não somente como “qualidade de uma idade cronológica”, mas juventude a partir da jovialidade, pois admite que “é jovem não aquele que tem idade nova, mas aquele que tem o vigor de Deus, do Deus que alegra a nossa juventude e que é a vitalidade do nosso ser. Jovialidade que é o modo de ser do próprio Deus. É jovem a pessoa que se deixou tomar por este modo de Deus, pela força de Deus, pelo vigor de Deus: o amar sem medida, desmedidamente!”. No entanto é mais do que tudo, um chamado aos jovens para que, nesses tempos de mudança de época incitando-os a refletir, rezarem uns com os outros, converterem-se e se deixarem “ser encontrados” por Jesus Cristo que é “Caminho, Verdade e Vida (Jo, 14,6), tendo o Evangelho como espelho, e sentido de tudo, nas reuniões, nas comemorações e festividades, encontros e eventos sócio- econômico-culturais, em tudo enfim que se possa extrair de uma convivência sadia,  amorosa, generosa e compartilhada, em todos os assuntos e temas que surgirem. Aproveitar bem o tempo, para trabalhar nas palavras e nas parábolas, virtudes e atitudes, boas leituras, estudos, pesquisas e histórias de vidas exemplares, copiadas e valorizadas, colocando limites que engrandecem, e valores corretos no seu devido lugar, e assim contribuir espontaneamente com mais alegria e esperança nesse mundo que qualquer hora dessa, vai melhorar, se Deus quiser!
            Sem querer copiar ou plagiar, mas se torna impossível querer apresentar fatos que fujam a essa realidade, nesse tempo da Quaresma quando a Santa Madre Igreja deseja que os jovens participem, sendo missionários e missionárias, evangelizando-se entre si, sobretudo com os meios de comunicação             disponíveis atualmente, que podem atingi-los e entrelaçá-los em questão de segundos em qualquer parte desse planeta que acabou ficando pequeno, quando as distâncias se dissolvem num clicar de “sites” ou de “links” no arrojo dos mais diversos tipos de aparelhos que, dia após dia se aperfeiçoam e entram no mercado revelando que todos estão muito mais perto um do outro do que se pode imaginar.
            Que este chamado da Campanha da Fraternidade de 2013 aos “jovens”, abençoado por Nossa Senhora Mãe de Deus e nossa, consiga o resultado do clamor a que se pretende, envolvendo no entusiasmo, no amor e na fé, milhões de jovens da Terra, que, colaboradores impulsionados pelo “vigor de Deus” acabarão mostrando com seu exemplo realizando os progressos e milagres tão esperados. E, que com essa força bendita que eles têm, inundem a vida em sua totalidade com muitas ideias novas, empreendimentos honestos, limpos e puros, contatos responsáveis para colheitas pródigas, e tantas maravilhas mais que hão de vir, para que estejam prontos a responder na sua maior coragem e eloquência com todo desprendimento, este chamado da Campanha da Fraternidade deste ano: “Eis-me aqui, Senhor, envia-me”!

Nenhum comentário:

Galeria Acadêmica

Alexandre Sarkis Neder - Cadeira n° 13 - Patrono: Dario Brasil
André Bueno Oliveira - Cadeira n° 14 - Patrono: Branca Motta de Toledo Sachs
Antonio Carlos Fusatto - Cadeira n° 6 - Patrono: Nélio Ferraz de Arruda
Antonio Carlos Neder - Cadeira n° 15 - Patrono: Archimedes Dutra
Aracy Duarte Ferrari - Cadeira n° 16 - Patrono: José Mathias Bragion
Armando Alexandre dos Santos- Cadeira n° 10 - Patrono: Brasílio Machado
Barjas Negri - Cadeira no 5 - Patrono: Leandro Guerrini
Carla Ceres Oliveira Capeleti - Cadeira n° 17 - Patrono: Virgínia Prata Gregolin
Carmen Maria da Silva Fernandez Pilotto - Cadeira n° 19 - Patrono: Ubirajara Malagueta Lara
Cássio Camilo Almeida de Negri - Cadeira n° 20 - Patrono: Benedito Evangelista da Costa
Cezário de Campos Ferrari - Cadeira n° 12 - Patrono: Ricardo Ferraz do Amaral
Edson Rontani Júnior - Cadeira n° 18 - Patrono: Madalena Salatti de Almeida
Elda Nympha Cobra Silveira - Cadeira n° 21 - Patrono: José Ferraz de Almeida Junior
Ésio Antonio Pezzato - cadeira no 31 - Patrono Victorio Angelo Cobra
Evaldo Vicente - Cadeira n° 23 - Patrono: Leo Vaz
Felisbino de Almeida Leme - Cadeira n° 8 - Patrono: Fortunato Losso Netto
Geraldo Victorino de França - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior
Gregorio Marchiori Netto - Cadeira n° 28 - Patrono: Delfim Ferreira da Rocha Neto
Gustavo Jacques Dias Alvim - Cadeira n° 29 - Patrono: Laudelina Cotrim de Castro
Ivana Maria França de Negri - Cadeira n° 33 - Patrono: Fernando Ferraz de Arruda
Jamil Nassif Abib (Mons.) - Cadeira n° 1 - Patrono: João Chiarini
João Baptista de Souza Negreiros Athayde - Cadeira n° 34 - Patrono: Adriano Nogueira
João Umberto Nassif - Cadeira n° 35 - Patrono: Prudente José de Moraes Barros
Leda Coletti - Cadeira n° 36 - Patrono: Olívia Bianco
Maria Helena Vieira Aguiar Corazza - Cadeira n° 3 - Patrono: Luiz de Queiroz
Marisa Amábile Fillet Bueloni - cadeira no32 - Patrono Thales castanho de Andrade
Marly Therezinha Germano Perecin - Cadeira n° 2 - Patrona: Jaçanã Althair Pereira Guerrini
Maria de Lourdes Piedade Sodero Martins - Cadeira n° 26 - Patrono: Nelson Camponês do Brasil
Mônica Aguiar Corazza Stefani - Cadeira n° 9 - Patrono: José Maria de Carvalho Ferreira
Myria Machado Botelho - Cadeira n° 24 - Patrono: Maria Cecília Machado Bonachela
Newman Ribeiro Simões - cadeira no 38 - Patrono Elias de Mello Ayres
Olívio Alleoni – Cadeira n° 25 – Patrono: Francisco Lagreca
Paulo Celso Bassetti - Cadeira n° 39 - Patrono: José Luiz Guidotti
Raquel Delvaje - Cadeira no 40 - Patrono Barão de Rezende
Rosaly Aparecida Curiacos de Almeida Leme - Cadeira n° 7 - Patrono: Helly de Campos Melges
Sílvia Regina de OLiveira - Cadeira no 22 - Patrono Erotides de Campos
Valdiza Maria Caprânico - Cadeira no 4 - Patrono Haldumont Nobre Ferraz
Vitor Pires Vencovsky - Cadeira no 30 - Patrono Jorge Anéfalos
Waldemar Romano - Cadeira n° 11 - Patrono: Benedito de Andrade
Walter Naime - Cadeira no 37 - Patrono Sebastião Ferraz