Rio Piracicaba

Rio Piracicaba
Rio Piracicaba cheio (crédito da foto Ivana Negri)

Diretoria

Diretoria da Academia Piracicabana de Letras

Presidente– Gustavo Jacques Alvim
Vice-Presidente– Cassio Camilo Almeida de Negri
Primeiro Secretário – Carmen Maria da Silva Fernandes Pilotto
Segundo Secretário – Evaldo Vicente
Primeiro Tesoureiro – Antônio Carlos Fusatto
Segundo Tesoureiro – Waldemar Romano
Bibliotecária – Aracy Duarte Ferrari

Conselho Fiscal

Walter Naime
Cezário de Campos Ferrari

Editor e Jornalista Responsável
João Umberto Nassif

Conselho editorial

Antonio Carlos Neder
Ivana Maria França de Negri
Carmen Maria da Silva Fernandez Pilotto
Myria Machado Botelho


Seguidores

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

A VIDA TERMINA?

Elda Nympha Cobra Silveira
Cadeira n° 21 - Patrono: José Ferraz de Almeida Junior  

É muito agradável ter amigos... Nascemos sós e morreremos sozinhos, porque na última viagem não irão acompanhantes, mas pelo que sei, porque pesquisei, muitos amigos nos aguardam, nos acolhem e indicam caminhos quando chegamos ao lado de lá. Sobre esse assunto há muita controvérsia: uns acreditam, outros não. Prefiro crer, porque é saudável, confortável e é bom pensar que nossa vida continua, tem valor espiritual e  que a morte é conclusiva apenas para o corpo. É bom imaginar que teremos uma nova vida, e ela terá continuidade numa nova dimensão.
Há muitos relatos de pessoas que entraram numa espécie de túnel luminoso e encontraram familiares ou amigos para recebê-los, mas tiveram que voltar, pois ainda era cedo para entrar na eternidade, pois não tinham completado sua missão na terra. Muitas pessoas contam que estavam flutuando pelo quarto e se viram deitados, como dublê de si mesmas.  Uns se lembram disso, outros não. Muitos médicos pesquisaram esse assunto porque passaram a acreditar  nos relatos dos seus pacientes.
Podemos temer as dores decorrentes dum estado terminal, mas não essa passagem para o outro lado, aliás, para quê essa preocupação? Quem vive uma vida digna, sabe que não tem nada a temer: basta fazer um exame de consciência, e caso necessite, nunca é tarde para se melhorar. Deus é amor! Tanto que perdoou até um ladrão arrependido, que estava em outra cruz ao seu lado!
Cuide para não temer tudo em demasia senão pode virar neurose. Devemos, sim, manter uma vida sadia e não nos preocuparmos com a morte, porque ela é inevitável e nos levará em qualquer idade, mesmo que os mais velhos sejam os mais propensos. Mas pela incúria sempre estamos lendo nos jornais e televisão, notas de falecimento de jovens, que não deveriam estar mortos.
Parece que estamos vivendo sem noção da eternidade, e ao invés de nos prepararmos espiritualmente, prescindimos dessa informação de grande relevância e só nos  interessamos por informações banais, que a mídia põe  em destaque tipo“Big Brother”.
Vivemos num alheamento, nos abstraindo de assuntos espirituais necessários para uma verdadeira vida eterna noutra dimensão. Poucos se interessam pelas palavras escritas na Bíblia que nos desvendam  para onde irá o espírito após a falência do corpo físico.
Muitos não chamam um padre para dar a unção aos doentes, para não assustar o enfermo e assim negam essa última assistência espiritual, que é imprescindível. Isso é de uma ignorância sem tamanho, mas muitos não enxergam desse jeito. Percebemos como a parte espiritual está num plano desastrosamente secundário.
Na maioria das vezes, os herdeiros estão preocupados com a herança, com o enterro bonito, com as flores, o túmulo de mármore, o melhor caixão e coisas desse gênero, preocupações só do lado material.

Poucas famílias preparam seus parentes para a outra vida, porque desconhecem o assunto. Absorvemos tanta informação terrena, menos a espiritual, que nessa hora é condizente com nosso estado terminal.

Nenhum comentário:

Galeria Acadêmica

Alexandre Sarkis Neder - Cadeira n° 13 - Patrono: Dario Brasil
André Bueno Oliveira - Cadeira n° 14 - Patrono: Branca Motta de Toledo Sachs
Antonio Carlos Fusatto - Cadeira n° 6 - Patrono: Nélio Ferraz de Arruda
Antonio Carlos Neder - Cadeira n° 15 - Patrono: Archimedes Dutra
Aracy Duarte Ferrari - Cadeira n° 16 - Patrono: José Mathias Bragion
Armando Alexandre dos Santos- Cadeira n° 10 - Patrono: Brasílio Machado
Carla Ceres Oliveira Capeleti - Cadeira n° 17 - Patrono: Virgínia Prata Gregolin
Edson Rontani Júnior - Cadeira n° 18 - Patrono: Madalena Salatti de Almeida
Ésio Antonio Pezzato - cadeira no 31 - Patrono Victorio Angelo Cobra
Carmen Maria da Silva Fernandez Pilotto - Cadeira n° 19 - Patrono: Ubirajara Malagueta Lara
Cássio Camilo Almeida de Negri - Cadeira n° 20 - Patrono: Benedito Evangelista da Costa
Cezário de Campos Ferrari - Cadeira n° 12 - Patrono: Ricardo Ferraz do Amaral
Elda Nympha Cobra Silveira - Cadeira n° 21 - Patrono: José Ferraz de Almeida Junior
Evaldo Vicente - Cadeira n° 23 - Patrono: Leo Vaz
Felisbino de Almeida Leme - Cadeira n° 8 - Patrono: Fortunato Losso Netto
Geraldo Victorino de França - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior
Gregorio Marchiori Netto - Cadeira n° 28 - Patrono: Delfim Ferreira da Rocha Neto
Gustavo Jacques Dias Alvim - Cadeira n° 29 - Patrono: Laudelina Cotrim de Castro
Ivana Maria França de Negri - Cadeira n° 33 - Patrono: Fernando Ferraz de Arruda
Jamil Nassif Abib (Mons.) - Cadeira n° 1 - Patrono: João Chiarini
João Baptista de Souza Negreiros Athayde - Cadeira n° 34 - Patrono: Adriano Nogueira
João Umberto Nassif - Cadeira n° 35 - Patrono: Prudente José de Moraes Barros
Leda Coletti - Cadeira n° 36 - Patrono: Olívia Bianco
Maria Helena Vieira Aguiar Corazza - Cadeira n° 3 - Patrono: Luiz de Queiroz
Marisa Amábile Fillet Bueloni - cadeira no32 - Patrono Thales castanho de Andrade
Marly Therezinha Germano Perecin - Cadeira n° 2 - Patrona: Jaçanã Althair Pereira Guerrini
Maria de Lourdes Piedade Sodero Martins - Cadeira n° 26 - Patrono: Nelson Camponês do Brasil
Mônica Aguiar Corazza Stefani - Cadeira n° 9 - Patrono: José Maria de Carvalho Ferreira
Myria Machado Botelho - Cadeira n° 24 - Patrono: Maria Cecília Machado Bonachela
Newman Ribeiro Simões - cadeira no 38 - Patrono Elias de Mello Ayres
Olívio Alleoni – Cadeira n° 25 – Patrono: Francisco Lagreca
Paulo Celso Bassetti - Cadeira n° 39 - Patrono: José Luiz Guidotti
Rosaly Aparecida Curiacos de Almeida Leme - Cadeira n° 7 - Patrono: Helly de Campos Melges
Sílvia Regina de OLiveira - Cadeira no 22 - Patrono Erotides de Campos
Valdiza Maria Caprânico - Cadeira no 4 - Patrono Haldumont Nobre Ferraz
Vitor Pires Vencovsky - Cadeira no 30 - Patrono Jorge Anéfalos
Waldemar Romano - Cadeira n° 11 - Patrono: Benedito de Andrade
Walter Naime - Cadeira no 37 - Patrono Sebastião Ferraz