Rio Piracicaba

Rio Piracicaba
Rio Piracicaba cheio (foto Ivana Negri)

Patrimônio da cidade, a Sapucaia florida (foto Ivana Negri)

Balão atravessando a ponte estaiada (foto Ivana Negri)

Diretoria

Diretoria da Academia Piracicabana de Letras

Presidente– Gustavo Jacques Alvim
Vice-Presidente– Cassio Camilo Almeida de Negri
Primeiro Secretário – Carmen Maria da Silva Fernandes Pilotto
Segundo Secretário – Evaldo Vicente
Primeiro Tesoureiro – Antônio Carlos Fusatto
Segundo Tesoureiro – Waldemar Romano
Bibliotecária – Aracy Duarte Ferrari

Conselho Fiscal

Walter Naime
Cezário de Campos Ferrari

Editor e Jornalista Responsável
João Umberto Nassif

Conselho editorial

Antonio Carlos Neder
Ivana Maria França de Negri
Carmen Maria da Silva Fernandez Pilotto
Myria Machado Botelho


Seguidores

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

O tempo de vida

 Marisa F. Bueloni
Cadeira no 32 - Patrono: Thales Castanho de Andrade
   
  A idade, nosso tempo de vida na Terra, confere-nos alguma autoridade. Ou um pouco de rigor moral, para saber emitir juízos de valor, onde a noção de certo e errado, do  bem e do mal, esteja fortemente alicerçada.
     O escritor Pedro Nava dizia que a experiência é um farol voltado para trás. Pode ser. Ele ilumina nosso passado, nos ajuda a enxergar a trajetória que faz de nós o que somos hoje.
     A idade e a contabilidade das nossas lutas e vitórias, dos erros e fracassos, emergem de um ponto onde as nossas forças se destacam solenemente. Aprecio, com imensa gratidão a Deus, os momentos em que nos encontramos combalidos, seja por uma simples gripe, uma enfermidade mais grave, ou um quadro de saúde que passe a exigir uma decisão imperiosa de nossa parte.
     E a idade vem em nosso auxílio. O acúmulo dos anos em nossas costas conta pontos preciosos. O estágio em que já não há os arroubos das atitudes impetuosas e ousadas pode ser uma bênção na vida de muitas pessoas, pois as livra de vexames e gafes inconfessáveis. A ponderação, o bom senso e a serenidade são coadjuvantes honestos nos passos e ações de quem tem a maturidade presa entre as mãos.
     O céu pode desabar sobre nossas cabeças e já não sentimos o peso desta catástrofe, pois aprendemos a usar o capacete da salvação. Privilegiados com o dom da fé, as vicissitudes terrenas passam a ser enfrentadas com amor e sabedoria. E isto independe da idade, mas é fato bem típico de quem começa a provar o lado provecto da vida.
     Olho para trás e nas retinas estão impressas lindas cenas de afeto e de bondade. Nas recordações da infância, sinto o cheiro das frutas colhidas no pé, vejo a beleza das tardes de domingo no sítio dos tios queridos, a madrinha adorada que me cercou de mimos e presentes. O amor e a luta dos meus pais, sua santidade e hoje a saudade profunda. Meus sogros também já partiram e, de certa forma, foram meus segundos pais, pessoas a quem amei devotadamente. Vejo gestos cheios de amor até o último instante de suas vidas.
     Olho para o presente e há uma riqueza cercando os meus dias. Família adulta, fortalecida, netos pequeninos, encanto deste tempo de vida. Olho para frente e vislumbro o mistério. Deparo-me com um oceano de profecias vaticinando a respeito do fim dos tempos, uma área de estudos do meu particular interesse.
     O Senhor virá em breve? Virá fisicamente ou virá apenas em nossos corações, numa experiência mística arrebatadora e individual? Houve um papa, no passado, que disse: “Oh, Senhor, há tantos sinais de que Vossa vinda não está longe”. E nós já estamos em 2014, em pleno século XXI.
     A idade, os anos vividos, a experiência e a prática, as cirurgias já enfrentadas, a força para a superação me fortalecem e me preparam para outros embates, aqueles que a vida tem reservado para cada um de nós.
Todos os dias, de joelhos, diante do quadro da Divina Misericórdia, a imagem do Senhor que Santa Faustina deu ao mundo, digo com fé a oração misericordiosa: “Jesus, eu confio em Vós”.

Nenhum comentário:

Galeria Acadêmica

Alexandre Sarkis Neder - Cadeira n° 13 - Patrono: Dario Brasil
André Bueno Oliveira - Cadeira n° 14 - Patrono: Branca Motta de Toledo Sachs
Antonio Carlos Fusatto - Cadeira n° 6 - Patrono: Nélio Ferraz de Arruda
Antonio Carlos Neder - Cadeira n° 15 - Patrono: Archimedes Dutra
Aracy Duarte Ferrari - Cadeira n° 16 - Patrono: José Mathias Bragion
Armando Alexandre dos Santos- Cadeira n° 10 - Patrono: Brasílio Machado
Barjas Negri - Cadeira no 5 - Patrono: Leandro Guerrini
Carla Ceres Oliveira Capeleti - Cadeira n° 17 - Patrono: Virgínia Prata Gregolin
Carmen Maria da Silva Fernandez Pilotto - Cadeira n° 19 - Patrono: Ubirajara Malagueta Lara
Cássio Camilo Almeida de Negri - Cadeira n° 20 - Patrono: Benedito Evangelista da Costa
Cezário de Campos Ferrari - Cadeira n° 12 - Patrono: Ricardo Ferraz do Amaral
Edson Rontani Júnior - Cadeira n° 18 - Patrono: Madalena Salatti de Almeida
Elda Nympha Cobra Silveira - Cadeira n° 21 - Patrono: José Ferraz de Almeida Junior
Ésio Antonio Pezzato - cadeira no 31 - Patrono Victorio Angelo Cobra
Evaldo Vicente - Cadeira n° 23 - Patrono: Leo Vaz
Felisbino de Almeida Leme - Cadeira n° 8 - Patrono: Fortunato Losso Netto
Geraldo Victorino de França - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior
Gregorio Marchiori Netto - Cadeira n° 28 - Patrono: Delfim Ferreira da Rocha Neto
Gustavo Jacques Dias Alvim - Cadeira n° 29 - Patrono: Laudelina Cotrim de Castro
Ivana Maria França de Negri - Cadeira n° 33 - Patrono: Fernando Ferraz de Arruda
Jamil Nassif Abib (Mons.) - Cadeira n° 1 - Patrono: João Chiarini
João Baptista de Souza Negreiros Athayde - Cadeira n° 34 - Patrono: Adriano Nogueira
João Umberto Nassif - Cadeira n° 35 - Patrono: Prudente José de Moraes Barros
Leda Coletti - Cadeira n° 36 - Patrono: Olívia Bianco
Maria Helena Vieira Aguiar Corazza - Cadeira n° 3 - Patrono: Luiz de Queiroz
Marisa Amábile Fillet Bueloni - cadeira no32 - Patrono Thales castanho de Andrade
Marly Therezinha Germano Perecin - Cadeira n° 2 - Patrona: Jaçanã Althair Pereira Guerrini
Maria de Lourdes Piedade Sodero Martins - Cadeira n° 26 - Patrono: Nelson Camponês do Brasil
Mônica Aguiar Corazza Stefani - Cadeira n° 9 - Patrono: José Maria de Carvalho Ferreira
Myria Machado Botelho - Cadeira n° 24 - Patrono: Maria Cecília Machado Bonachela
Newman Ribeiro Simões - cadeira no 38 - Patrono Elias de Mello Ayres
Olívio Alleoni – Cadeira n° 25 – Patrono: Francisco Lagreca
Paulo Celso Bassetti - Cadeira n° 39 - Patrono: José Luiz Guidotti
Raquel Delvaje - Cadeira no 40 - Patrono Barão de Rezende
Rosaly Aparecida Curiacos de Almeida Leme - Cadeira n° 7 - Patrono: Helly de Campos Melges
Sílvia Regina de OLiveira - Cadeira no 22 - Patrono Erotides de Campos
Valdiza Maria Caprânico - Cadeira no 4 - Patrono Haldumont Nobre Ferraz
Vitor Pires Vencovsky - Cadeira no 30 - Patrono Jorge Anéfalos
Waldemar Romano - Cadeira n° 11 - Patrono: Benedito de Andrade
Walter Naime - Cadeira no 37 - Patrono Sebastião Ferraz