Rio Piracicaba

Rio Piracicaba
Rio Piracicaba cheio (crédito da foto Ivana Negri)

Diretoria

Diretoria da Academia Piracicabana de Letras

Presidente– Gustavo Jacques Alvim
Vice-Presidente– Cassio Camilo Almeida de Negri
Primeiro Secretário – Carmen Maria da Silva Fernandes Pilotto
Segundo Secretário – Evaldo Vicente
Primeiro Tesoureiro – Antônio Carlos Fusatto
Segundo Tesoureiro – Waldemar Romano
Bibliotecária – Aracy Duarte Ferrari

Conselho Fiscal

Walter Naime
Cezário de Campos Ferrari

Editor e Jornalista Responsável
João Umberto Nassif

Conselho editorial

Antonio Carlos Neder
Ivana Maria França de Negri
Carmen Maria da Silva Fernandez Pilotto
Myria Machado Botelho


Seguidores

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Ah! Essa difícil inspiração! Maria Helena Aguiar Corazza - Cadeira no 3

(Presidente da Academia Piracicabana de Letras)
Patrono: Luiz de Queiroz


Esta semana pensei não conseguir fazer minha crônica. Muita tristeza! Como conseguir inspiração? O mundo parecendo desmoronar no Brasil (e lá fora esses fenômenos destruidores também não andam nada fáceis, não). A chuva inclemente querendo arrasar tudo, a natureza se vingando de uma maneira cruel e devastadora, e as perguntas e explicações que não encontram respostas nem sentido se, são as desobediências dos homens perante ela, ou nas “costas viradas de Deus” parecendo estar descrente e enjoado das incoerências e agressões desses, tão desrespeitosos, desumanos e violentos... Colheita terrível de um plantio desregrado e inconseqüente. E, daí, a dor estampada em rostos e corpos mutilados em desamparo e sofrimento incalculáveis dos que perderam não somente seus bens materiais, mas, parentes, amigos e entes amados!
A estupefação toma conta de tudo, pois apenas presenciar pela tevê aquele horror, já dói demais. Apesar dos atos oferecidos de solidariedade e acolhimento comoventes, a alma da gente parece ficar pequena, não sabendo o que fazer para ajudar, a não ser orar muito elevando os olhos aos céus, insistindo e implorando Àquela misericórdia divina que não pode faltar nesses momentos principalmente, único recurso para fatos que atingem o ápice de qualquer entendimento!
Uma aberração para uma tragédia tão grande e um desafio nos sentimentos, principalmente para a “fé” tão difícil nessas horas fantasmagóricas, até!
Depois, esperar daqui a pouco, para “começar tudo de novo”! Raça, força e coragem para enxugar as lágrimas e dominar o estupor e a saudade tão dolorosos!
“Arregaçar as mangas” então, será a única maneira imprescindível, e partir para a luta, a fim de transformar os novos sonhos em novas realidades, mesmo porque a “vida caminha para frente”, sem trégua e sem parar. Muito difícil, e não são todos os que conseguem agir assim. Desistir, porém, seria alimentar o sufoco e o tamanho dessa desgraça, o que atrapalharia sobremaneira a solução para o andamento dessa situação deplorável!
Tomara haja muita cooperação e interferência urgente nos órgãos governamentais apropriados, e, que as promessas saiam dos papéis cumprindo suas obrigações para com tantos cidadãos brasileiros, tão duramente atingidos pela tragédia desses dias.
No mais é aprender e se conscientizar, que a Vida possui normas e leis a serem seguidas, cumpridas e respeitadas, pois, seu descumprimento tanto físico, como moral e espiritual demonstram ser os maiores responsáveis pelos “descontroles” que respondem dantescamente, como tem se manifestado em tantas catástrofes, e que o ser humano despreza, finge não ver, ou não quer tomar conhecimento, mas, que as conseqüências jamais deixarão de se
manifestar.
Humilde e insistentemente peçamos que Deus Pai se apiede do nosso planeta tão sofrido!

(texto publicado no Jornal de Piracicaba 19/01/2011)

Um comentário:

ELDA NYMPHA disse...

CARA MARIA HELENA
V.C. TOCOU NUM ASSUNTO QUE DEVE TOCAR MESMO A NOSSA CONCIÊNCIA.
A LEI DA AÇÃO E REAÇÃO EXISTE E DE CAUSA E EFEITO TAMBÉM.
PORISSO SÓ TEMOS QUE ESPERAR A RESPOSTA PARA TANTOS DESATINOS.
PARABÉNS PELO SEU DINAMISMO A FRENTE DA A.P.L
ELDA NYMPHA

Galeria Acadêmica

Alexandre Sarkis Neder - Cadeira n° 13 - Patrono: Dario Brasil
André Bueno Oliveira - Cadeira n° 14 - Patrono: Branca Motta de Toledo Sachs
Antonio Carlos Fusatto - Cadeira n° 6 - Patrono: Nélio Ferraz de Arruda
Antonio Carlos Neder - Cadeira n° 15 - Patrono: Archimedes Dutra
Aracy Duarte Ferrari - Cadeira n° 16 - Patrono: José Mathias Bragion
Armando Alexandre dos Santos- Cadeira n° 10 - Patrono: Brasílio Machado
Carla Ceres Oliveira Capeleti - Cadeira n° 17 - Patrono: Virgínia Prata Gregolin
Carmen Maria da Silva Fernandez Pilotto - Cadeira n° 19 - Patrono: Ubirajara Malagueta Lara
Cássio Camilo Almeida de Negri - Cadeira n° 20 - Patrono: Benedito Evangelista da Costa
Cezário de Campos Ferrari - Cadeira n° 12 - Patrono: Ricardo Ferraz do Amaral
Edson Rontani Júnior - Cadeira n° 18 - Patrono: Madalena Salatti de Almeida
Elda Nympha Cobra Silveira - Cadeira n° 21 - Patrono: José Ferraz de Almeida Junior
Ésio Antonio Pezzato - cadeira no 31 - Patrono Victorio Angelo Cobra
Evaldo Vicente - Cadeira n° 23 - Patrono: Leo Vaz
Felisbino de Almeida Leme - Cadeira n° 8 - Patrono: Fortunato Losso Netto
Geraldo Victorino de França - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior
Gregorio Marchiori Netto - Cadeira n° 28 - Patrono: Delfim Ferreira da Rocha Neto
Gustavo Jacques Dias Alvim - Cadeira n° 29 - Patrono: Laudelina Cotrim de Castro
Ivana Maria França de Negri - Cadeira n° 33 - Patrono: Fernando Ferraz de Arruda
Jamil Nassif Abib (Mons.) - Cadeira n° 1 - Patrono: João Chiarini
João Baptista de Souza Negreiros Athayde - Cadeira n° 34 - Patrono: Adriano Nogueira
João Umberto Nassif - Cadeira n° 35 - Patrono: Prudente José de Moraes Barros
Leda Coletti - Cadeira n° 36 - Patrono: Olívia Bianco
Maria Helena Vieira Aguiar Corazza - Cadeira n° 3 - Patrono: Luiz de Queiroz
Marisa Amábile Fillet Bueloni - cadeira no32 - Patrono Thales castanho de Andrade
Marly Therezinha Germano Perecin - Cadeira n° 2 - Patrona: Jaçanã Althair Pereira Guerrini
Maria de Lourdes Piedade Sodero Martins - Cadeira n° 26 - Patrono: Nelson Camponês do Brasil
Mônica Aguiar Corazza Stefani - Cadeira n° 9 - Patrono: José Maria de Carvalho Ferreira
Myria Machado Botelho - Cadeira n° 24 - Patrono: Maria Cecília Machado Bonachela
Newman Ribeiro Simões - cadeira no 38 - Patrono Elias de Mello Ayres
Olívio Alleoni – Cadeira n° 25 – Patrono: Francisco Lagreca
Paulo Celso Bassetti - Cadeira n° 39 - Patrono: José Luiz Guidotti
Rosaly Aparecida Curiacos de Almeida Leme - Cadeira n° 7 - Patrono: Helly de Campos Melges
Sílvia Regina de OLiveira - Cadeira no 22 - Patrono Erotides de Campos
Valdiza Maria Caprânico - Cadeira no 4 - Patrono Haldumont Nobre Ferraz
Vitor Pires Vencovsky - Cadeira no 30 - Patrono Jorge Anéfalos
Waldemar Romano - Cadeira n° 11 - Patrono: Benedito de Andrade
Walter Naime - Cadeira no 37 - Patrono Sebastião Ferraz