Rio Piracicaba

Rio Piracicaba
Rio Piracicaba cheio (crédito da foto Ivana Negri)

Diretoria

Diretoria da Academia Piracicabana de Letras

Presidente– Gustavo Jacques Alvim
Vice-Presidente– Cassio Camilo Almeida de Negri
Primeiro Secretário – Carmen Maria da Silva Fernandes Pilotto
Segundo Secretário – Evaldo Vicente
Primeiro Tesoureiro – Antônio Carlos Fusatto
Segundo Tesoureiro – Waldemar Romano
Bibliotecária – Aracy Duarte Ferrari

Conselho Fiscal

Walter Naime
Cezário de Campos Ferrari

Editor e Jornalista Responsável
João Umberto Nassif

Conselho editorial

Antonio Carlos Neder
Ivana Maria França de Negri
Carmen Maria da Silva Fernandez Pilotto
Myria Machado Botelho


Seguidores

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

AS "PEREIRÃO" DA VIDA

Maria Helena Vieira Aguiar Corazza
Cadeira n° 3 - Patrono: Luiz de Queiroz
Cada dia mais, as mulheres colocam suas “mangas de fora” e se botam a enfrentar o dia a dia com suas próprias mãos. Dia desses, minha funcionária tomou uma decisão, cansada de esperar ou implorar alguém (um pedreiro no caso), para fazer um conserto no telhado de sua casa, necessitado há muito tempo e piorando agora ao chegar o tempo das chuvas, quando as goteiras fazem seu maior furor e sucesso molhando seus móveis, suas camas, sua sala, cozinha... Um horror no transtorno que fazem e no prejuízo que dão! Daí, surgindo a idéia de: “Se não se encontra mais gente (no caso, homens), para fazer esses serviços domésticos, eu mesma vou aprender a fazer, e não precisar de mais ninguém...”
Então, em mais este item acabam aparecendo “as Pereirão”, com o incentivo da novela das oito horas (que agora já é das nove...), onde a personagem Griselda mostra sua força e coragem para concretizar tarefas que, até outro dia mesmo eram específicas e feitas apenas pelo sexo masculino. Não sei não, mas eu acho que, se esses exemplos pegarem e forem seguidos, e pela perseverança e cuidados que uma mulher demonstra ter geralmente em seus mais diversos afazeres, muitos homens ficarão à mercê delas, e com mais dificuldades em arranjar serviços, infelizmente, pois, a necessidade cada vez mais premente exige rapidez e seriedade, ou pelo menos um bom senso, a fim de facilitar suas vidas já tão exacerbadamente ocupadas e muito cansativas. Tantas dificuldades em se arranjar especialistas em certas necessidades, convenham, não dá mais para só ficar angustiosamente à espera. É pegar, pois, as “devidas ferramentas de trabalho”, e ir à luta mesmo! Tomara que o “sexo forte” abra os olhos a tempo, não se fazendo de “rogados” ou difíceis levando a vontade e persistência feminina mais a sério, pois, cada qual com suas aptidões só facilitariam confortos e maneiras de viver mais brandas e menos aflitivas.
Então, com esses exemplos de mulheres trabalhadoras e batalhadoras que serão capazes de fazer muito mais do que já fazem e, sobretudo, se estiverem dispostas a serem corretas e justas, colocando com sua autoridade benéfica a família em primeiro lugar (tal o exemplo da “bigoduda faz tudo”), esse comportamento que defende “limites” atualmente tão vilipendiados, mas salvadores da dignidade do ser humano poderão influenciar outras delas, elevando sua postura e importância na sociedade de hoje, da qual carecem os brasileiros.
Isso sim enaltece as comunicações televisivas e justificam a participação dos autores em prol do bem comum! Essas atitudes, sim, elevam as virtudes fazendo o povo crescer, se fortalecer, e estar à altura dos valores verdadeiros que, apesar de “quase mortos” conseguirão se recuperar e se impor, a fim de comandar uma população que se sentirá mais orgulhosa e eficiente em angariar, acrescentar e aprimorar bases construtivas, ao invés de só ser obrigada a assistir bobagens e promiscuidades que apenas servem para denegrir o caráter e a imagem do cidadão, e rebaixá-lo à processos retrógrados, chulos e desmoralizadores.
Tomara surjam muitas outras “Pereirão”, e que elas se multipliquem mostrando que “a vida se leva para frente”, e que dificuldades podem ser derrubadas e destruídas, ao simples desejo de tomar iniciativas, superar barreiras e lutar para o bem compartilhado.

Nenhum comentário:

Galeria Acadêmica

Alexandre Sarkis Neder - Cadeira n° 13 - Patrono: Dario Brasil
André Bueno Oliveira - Cadeira n° 14 - Patrono: Branca Motta de Toledo Sachs
Antonio Carlos Fusatto - Cadeira n° 6 - Patrono: Nélio Ferraz de Arruda
Antonio Carlos Neder - Cadeira n° 15 - Patrono: Archimedes Dutra
Aracy Duarte Ferrari - Cadeira n° 16 - Patrono: José Mathias Bragion
Armando Alexandre dos Santos- Cadeira n° 10 - Patrono: Brasílio Machado
Carla Ceres Oliveira Capeleti - Cadeira n° 17 - Patrono: Virgínia Prata Gregolin
Edson Rontani Júnior - Cadeira n° 18 - Patrono: Madalena Salatti de Almeida
Ésio Antonio Pezzato - cadeira no 31 - Patrono Victorio Angelo Cobra
Carmen Maria da Silva Fernandez Pilotto - Cadeira n° 19 - Patrono: Ubirajara Malagueta Lara
Cássio Camilo Almeida de Negri - Cadeira n° 20 - Patrono: Benedito Evangelista da Costa
Cezário de Campos Ferrari - Cadeira n° 12 - Patrono: Ricardo Ferraz do Amaral
Elda Nympha Cobra Silveira - Cadeira n° 21 - Patrono: José Ferraz de Almeida Junior
Evaldo Vicente - Cadeira n° 23 - Patrono: Leo Vaz
Felisbino de Almeida Leme - Cadeira n° 8 - Patrono: Fortunato Losso Netto
Geraldo Victorino de França - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior
Gregorio Marchiori Netto - Cadeira n° 28 - Patrono: Delfim Ferreira da Rocha Neto
Gustavo Jacques Dias Alvim - Cadeira n° 29 - Patrono: Laudelina Cotrim de Castro
Ivana Maria França de Negri - Cadeira n° 33 - Patrono: Fernando Ferraz de Arruda
Jamil Nassif Abib (Mons.) - Cadeira n° 1 - Patrono: João Chiarini
João Baptista de Souza Negreiros Athayde - Cadeira n° 34 - Patrono: Adriano Nogueira
João Umberto Nassif - Cadeira n° 35 - Patrono: Prudente José de Moraes Barros
Leda Coletti - Cadeira n° 36 - Patrono: Olívia Bianco
Maria Helena Vieira Aguiar Corazza - Cadeira n° 3 - Patrono: Luiz de Queiroz
Marisa Amábile Fillet Bueloni - cadeira no32 - Patrono Thales castanho de Andrade
Marly Therezinha Germano Perecin - Cadeira n° 2 - Patrona: Jaçanã Althair Pereira Guerrini
Maria de Lourdes Piedade Sodero Martins - Cadeira n° 26 - Patrono: Nelson Camponês do Brasil
Mônica Aguiar Corazza Stefani - Cadeira n° 9 - Patrono: José Maria de Carvalho Ferreira
Myria Machado Botelho - Cadeira n° 24 - Patrono: Maria Cecília Machado Bonachela
Newman Ribeiro Simões - cadeira no 38 - Patrono Elias de Mello Ayres
Olívio Alleoni – Cadeira n° 25 – Patrono: Francisco Lagreca
Paulo Celso Bassetti - Cadeira n° 39 - Patrono: José Luiz Guidotti
Rosaly Aparecida Curiacos de Almeida Leme - Cadeira n° 7 - Patrono: Helly de Campos Melges
Sílvia Regina de OLiveira - Cadeira no 22 - Patrono Erotides de Campos
Valdiza Maria Caprânico - Cadeira no 4 - Patrono Haldumont Nobre Ferraz
Vitor Pires Vencovsky - Cadeira no 30 - Patrono Jorge Anéfalos
Waldemar Romano - Cadeira n° 11 - Patrono: Benedito de Andrade
Walter Naime - Cadeira no 37 - Patrono Sebastião Ferraz