Rio Piracicaba

Rio Piracicaba
Rio Piracicaba cheio (crédito da foto Ivana Negri)

Diretoria

Diretoria da Academia Piracicabana de Letras

Presidente– Gustavo Jacques Alvim
Vice-Presidente– Cassio Camilo Almeida de Negri
Primeiro Secretário – Carmen Maria da Silva Fernandes Pilotto
Segundo Secretário – Evaldo Vicente
Primeiro Tesoureiro – Antônio Carlos Fusatto
Segundo Tesoureiro – Waldemar Romano
Bibliotecária – Aracy Duarte Ferrari

Conselho Fiscal

Walter Naime
Cezário de Campos Ferrari

Editor e Jornalista Responsável
João Umberto Nassif

Conselho editorial

Antonio Carlos Neder
Ivana Maria França de Negri
Carmen Maria da Silva Fernandez Pilotto
Myria Machado Botelho


Seguidores

sábado, 7 de setembro de 2013

Jogos on-line: luzes e sombras

Armando Alexandre dos Santos
Cadeira n° 10 - Patrono: Brasílio Machado
                                      

                Os jogos on-line são um bem ou um mal para os adolescentes?
               Essa é apenas uma das incontáveis questões que a moderna tecnologia coloca para pais e educadores. Já se falou, e muito, das vantagens inegáveis que a tecnologia trouxe para a educação: maior compartilhamento de informações, maior facilidade de acesso às fontes primárias e ao conteúdo de bibliotecas e coleções de revistas e jornais, democratização do ensino etc.
            Cabe, entretanto, perguntar se não há sombras nesse quadro tão luminoso, tão cheio de perspectivas esperançosas. Infelizmente, a resposta deve ser positiva.
            Os jogos on-line, como tantas outras coisas que se faz on-line, podem ser recreativos e distensivos, podem até ser educativos, mas com demasiada frequência viciam, condicionam, deformam. Se já a televisão, que há tantas décadas entrou na nossa vida, produziu efeitos devastadores - basta lembrar, a respeito, os estudos do saudoso e eminente piracicabano Prof. Samuel Pfromm Netto, do Instituto de Psicologia da USP, e os estudos do filósofo alemão Karl Popper - que dizer dos jogos on-line, muito mais aliciantes e envolventes que a TV?
            Bem antes da televisão, já os famosos "gibis" despertaram, nos anos 30 e 40 do século findo, efeitos análogos sobre a geração de nossos pais ou avós.
            Há estudiosos que empregam a expressão "autismo virtual" para designar o fenômeno de inúmeros jovens viciados nesses jogos, incapazes de sair da realidade virtual e retornar à realidade... real! É, sem dúvida, uma expressão bem reveladora. De fato, os viciados em jogos on-line são pessoas dependentes, inseguras, pouco comunicativas verbalmente, distantes da vida. Diante da tela do computador, transfiguram-se, soltam seus instintos, livram-se dos seus recalques, temores e inseguranças e fruem transitoriamente a sensação de onipotência, de força, de virilidade. Transformam-se em super-heróis de mentirinha. Depois que acaba o jogo, retornam à frustração e insignificância da vida real. Segue-se, muitas vezes, a tentação da droga, para dar continuidade ao sonho.
            Quantos e quantos casos há assim, nos dias de hoje? São incontáveis.
Devem ser, por isso, proibidos os jogos on-line? Não, não nos parece que a solução seja proibi-los. Se proibidos, eles seriam capazes de produzir efeitos ainda mais devastadores, pois teriam o gostinho da fruta proibida, mais tentadora e atraente...

            A solução parece estar numa educação responsável, que fixe limites e mostre, aos adolescentes, as virtualidades e os perigos do sistema. O diálogo franco de pais e filhos, como também o de professores e alunos, é imprescindível a esse propósito. Se assim se fizer, os jogos on-line, especialmente os que versarem sobre temas educativos, poderão ser preciosos auxiliares da educação.

Nenhum comentário:

Galeria Acadêmica

Alexandre Sarkis Neder - Cadeira n° 13 - Patrono: Dario Brasil
André Bueno Oliveira - Cadeira n° 14 - Patrono: Branca Motta de Toledo Sachs
Antonio Carlos Fusatto - Cadeira n° 6 - Patrono: Nélio Ferraz de Arruda
Antonio Carlos Neder - Cadeira n° 15 - Patrono: Archimedes Dutra
Aracy Duarte Ferrari - Cadeira n° 16 - Patrono: José Mathias Bragion
Armando Alexandre dos Santos- Cadeira n° 10 - Patrono: Brasílio Machado
Carla Ceres Oliveira Capeleti - Cadeira n° 17 - Patrono: Virgínia Prata Gregolin
Edson Rontani Júnior - Cadeira n° 18 - Patrono: Madalena Salatti de Almeida
Ésio Antonio Pezzato - cadeira no 31 - Patrono Victorio Angelo Cobra
Carmen Maria da Silva Fernandez Pilotto - Cadeira n° 19 - Patrono: Ubirajara Malagueta Lara
Cássio Camilo Almeida de Negri - Cadeira n° 20 - Patrono: Benedito Evangelista da Costa
Cezário de Campos Ferrari - Cadeira n° 12 - Patrono: Ricardo Ferraz do Amaral
Elda Nympha Cobra Silveira - Cadeira n° 21 - Patrono: José Ferraz de Almeida Junior
Evaldo Vicente - Cadeira n° 23 - Patrono: Leo Vaz
Felisbino de Almeida Leme - Cadeira n° 8 - Patrono: Fortunato Losso Netto
Geraldo Victorino de França - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior
Gregorio Marchiori Netto - Cadeira n° 28 - Patrono: Delfim Ferreira da Rocha Neto
Gustavo Jacques Dias Alvim - Cadeira n° 29 - Patrono: Laudelina Cotrim de Castro
Ivana Maria França de Negri - Cadeira n° 33 - Patrono: Fernando Ferraz de Arruda
Jamil Nassif Abib (Mons.) - Cadeira n° 1 - Patrono: João Chiarini
João Baptista de Souza Negreiros Athayde - Cadeira n° 34 - Patrono: Adriano Nogueira
João Umberto Nassif - Cadeira n° 35 - Patrono: Prudente José de Moraes Barros
Leda Coletti - Cadeira n° 36 - Patrono: Olívia Bianco
Maria Helena Vieira Aguiar Corazza - Cadeira n° 3 - Patrono: Luiz de Queiroz
Marisa Amábile Fillet Bueloni - cadeira no32 - Patrono Thales castanho de Andrade
Marly Therezinha Germano Perecin - Cadeira n° 2 - Patrona: Jaçanã Althair Pereira Guerrini
Maria de Lourdes Piedade Sodero Martins - Cadeira n° 26 - Patrono: Nelson Camponês do Brasil
Mônica Aguiar Corazza Stefani - Cadeira n° 9 - Patrono: José Maria de Carvalho Ferreira
Myria Machado Botelho - Cadeira n° 24 - Patrono: Maria Cecília Machado Bonachela
Newman Ribeiro Simões - cadeira no 38 - Patrono Elias de Mello Ayres
Olívio Alleoni – Cadeira n° 25 – Patrono: Francisco Lagreca
Paulo Celso Bassetti - Cadeira n° 39 - Patrono: José Luiz Guidotti
Rosaly Aparecida Curiacos de Almeida Leme - Cadeira n° 7 - Patrono: Helly de Campos Melges
Sílvia Regina de OLiveira - Cadeira no 22 - Patrono Erotides de Campos
Valdiza Maria Caprânico - Cadeira no 4 - Patrono Haldumont Nobre Ferraz
Vitor Pires Vencovsky - Cadeira no 30 - Patrono Jorge Anéfalos
Waldemar Romano - Cadeira n° 11 - Patrono: Benedito de Andrade
Walter Naime - Cadeira no 37 - Patrono Sebastião Ferraz