Rio Piracicaba

Rio Piracicaba
Rio Piracicaba cheio (foto Ivana Negri)

Patrimônio da cidade, a Sapucaia florida (foto Ivana Negri)

Balão atravessando a ponte estaiada (foto Ivana Negri)

Diretoria

Diretoria da Academia Piracicabana de Letras 2018/2021

Presidente– Vitor Pires Vencovsky
Vice-Presidente– Cassio Camilo Almeida de Negri
Primeiro Secretário – Ivana Maria França de Negri
Segundo Secretário – Carmen Maria da Silva Fernandes Pilotto
Primeiro Tesoureiro – Edson Rontani Junior
Segundo Tesoureiro – Waldemar Romano
Bibliotecária – Aracy Duarte Ferrari

Conselho Fiscal
Gustavo Jacques Dias Alvim
Alexandre Neder
Walter Naime

Editor e Jornalista Responsável
João Umberto Nassif

Conselho editorial

Evaldo Vicente
Antonio Carlos Fusatto
Ivana Maria França de Negri
Carmen Maria da Silva Fernandez Pilotto



Seguidores

sábado, 26 de dezembro de 2015

Prece do ano novo

 Acadêmica Myria Machado Botelho
Cadeira n° 24 - Patrona: Maria Cecília Machado Bonachella

              Obrigada, JESUS!
            Na próxima 5ª feira, o ano velho se despede, para dar entrada ao novo... Mas o Novo já está aqui, o Novo é JESUS, o Novo é Deus! Obrigada Senhor da Vida, mil vezes obrigada pela tua vinda, pelo teu nascimento, pelo imenso e incomensurável valor dessa presença que nos trouxe o sentido do verdadeiro amor!
Obrigada, Jesus pela tua simplicidade! que me ensina a todo momento o despojamento, o desapego... a pobreza interior que abre espaços para acolher-te e fazer do meu coração a tua manjedoura... Tu, o Filho de Deus, quiseste nascer pobre e humilde, numa cidadezinha esquecida, a menor da Galiléia, para que aprendêssemos  que não sois um ídolo, desses que se apresentam revestidos do poder e das glórias do mundo. Sois Deus! Um Deus de carne: sua grandeza é a de uma frágil criança, de um bebê enfaixado que tem fome, que sente o frio e necessita do colo e do seio de sua Mãe... Dependente, sem riquezas, sem orgulhos... Sua casa é o presépio, aberto para todos que desejam acolhê-lo; seu berço é de palha... O Natal é todo dia... Toda vez que enxergamos aqueles, como tu, que vivem nos barracos, nos morros, nas áreas de risco, debaixo das pontes e dos viadutos, andarilhos pelas ruas das cidades, nas filas dos desempregados e nas mais diversas formas de exclusão. Contigo aprendemos a misericórdia... Mais tarde tu dirias aquela Palavra de grande sabedoria: “O Filho do homem não tem onde repousar a cabeça...
            Obrigada Jesus, pela tua luz! A todo momento eu te peço, não me prives dessa luz abençoada, dessa fé que  vislumbra o invisível, dessa fé  que fortalece, dessa luz que ilumina as trevas e a escuridão do mundo, dessa luz que conduziu humildes pastorinhos,  e anunciou alegrias, e brilhou tão intensa para os Magos do oriente  ao seu encontro. Encontro profético a selar para todos, uma revelação, a inteira manifestação, tanto para os escolhidos de seu povo, como também aos pagãos. Indistintamente, Ele é a luz dos povos. Quanta sabedoria nos presentes ofertados pelos Magos: no ouro, o que cada um possui; no incenso o que desejamos; na mirra o que realmente somos, com toda nossas misérias... Damos-lhe o pouco, para recebermos um tesouro. O Filho amado, que nos deu a própria vida... “Senhor que eu veja”, disse-lhe o cego, E Jesus lhe restituiu a visão, não sem antes arrancar-lhe a cegueira do coração...   
            Obrigada, Jesus pelo teu amor! quero acolhê-lo, meu Senhor e meu Deus! quero ser tua filha, quero merecer um pequenino lugar junto de ti, e aprofundar a tua Palavra, e vivê-la... a tua Verdade, a tua Justiça, e perseverar, para merecer o meu lugar...quero possuir essa capacidade, proclamada pelo Apóstolo João de me tornar sua filha, e contemplar a sua glória, plena de graça e de verdade. Aprendi, como Agostinho que fomos feitos para ti... Meu coração vive inquieto e andará inquieto, enquanto não te encontrar para repousar em ti e descansar  no teu amor. Neste amor, aprendi aqui na terra, a ser feliz, vendo-te em tudo: na tua criação admirável, nas árvores e nos arbustos que murmuram com o vento, com a chuva e fazem coro aos cantos dos pássaros que neles buscam seu pouso e seu abrigo;nas crianças, imagens  de tua inocência e simplicidade... Com elas aprendo  o valor da vida, o positivo, e todas as coisas maravilhosas e novas que elas ensinam a todo momento: na dança das folhas e das nuvens do céu, na magia do sol nascendo e se pondo, da noite chegando, no vôo dos pássaros em bandos, na música dos rios e dos mares, na forma de agradecer sempre, “brigado vovó, eu te amo, eu te adoro”, a cabecinha encostada no meu regaço, ou oferecendo-se para ajudar, “vovó, vamos trabalhar, fazer massinha?”  Com meus jovens aprendo ainda mais, toda a riqueza, todo o enorme potencial que possuem, apesar das roupas extravagantes, das unhas pintadas  de cores estranhas e das atitudes  muitas vezes  em desacordo com nossos padrões... aprendi a ver a beleza de suas manifestações de carinho com os mais velhos, a graça de suas tiradas inteligentes, a forma de participação nos cantos e nas leituras durante as festas do Natal...  muitas vezes eu pensei  ou disse o quanto eu os amo e vejo neles o presente desabrochando para um belo futuro! Muitas vezes eu tive vontade de dizer o quanto os acho belos, incríveis, sensacionais!
            A família de hoje, tal como deve ser, um grupo humano, onde há sinceridade e diálogo, com inteira possibilidade de superação dos desentendimentos, quando inspirada na Família de Nazaré. As transformações e as crises pelas quais possa passar,é na família que adquirimos os principais valores humanos e cristãos. Em Jesus, Maria e José temos o exemplo inspirador. É naquele Menino da manjedoura que adquirimos a exata noção de nosso compromisso e de nossa vocação verdadeira aqui na terra.
            Obrigada, Jesus por tudo isso que, constantemente, me leva a procurar-te e confiar em tua imensa misericórdia!...  
  

Nenhum comentário:

Galeria Acadêmica

1-Alexandre Sarkis Neder - Cadeira n° 13 - Patrono: Dario Brasil
2-André Bueno Oliveira - Cadeira n° 14 - Patrono: Branca Motta de Toledo Sachs
3-Antonio Carlos Fusatto - Cadeira n° 6 - Patrono: Nélio Ferraz de Arruda
4-Antonio Carlos Neder - Cadeira n° 15 - Patrono: Archimedes Dutra
5-Aracy Duarte Ferrari - Cadeira n° 16 - Patrono: José Mathias Bragion
6-Armando Alexandre dos Santos- Cadeira n° 10 - Patrono: Brasílio Machado
7-Barjas Negri - Cadeira no 5 - Patrono: Leandro Guerrini
8-Carla Ceres Oliveira Capeleti - Cadeira n° 17 - Patrono: Virgínia Prata Gregolin
9-Carmen Maria da Silva Fernandez Pilotto - Cadeira n° 19 - Patrono: Ubirajara Malagueta Lara
10-Cássio Camilo Almeida de Negri - Cadeira n° 20 - Patrono: Benedito Evangelista da Costa
11-Cezário de Campos Ferrari - Cadeira n° 12 - Patrono: Ricardo Ferraz do Amaral
12-Edson Rontani Júnior - Cadeira n° 18 - Patrono: Madalena Salatti de Almeida
13-Elda Nympha Cobra Silveira - Cadeira n° 21 - Patrono: José Ferraz de Almeida Junior
14-Ésio Antonio Pezzato - cadeira no 31 - Patrono Victorio Angelo Cobra
15-Evaldo Vicente - Cadeira n° 23 - Patrono: Leo Vaz
16-Felisbino de Almeida Leme - Cadeira n° 8 - Patrono: Fortunato Losso Netto
17-Geraldo Victorino de França - Cadeira n° 27 - Patrono: Salvador de Toledo Pisa Junior
18-Gregorio Marchiori Netto - Cadeira n° 28 - Patrono: Delfim Ferreira da Rocha Neto
19-Gustavo Jacques Dias Alvim - Cadeira n° 29 - Patrono: Laudelina Cotrim de Castro
20-Ivana Maria França de Negri - Cadeira n° 33 - Patrono: Fernando Ferraz de Arruda
21-Jamil Nassif Abib (Mons.) - Cadeira n° 1 - Patrono: João Chiarini
22-João Baptista de Souza Negreiros Athayde - Cadeira n° 34 - Patrono: Adriano Nogueira
23-João Umberto Nassif - Cadeira n° 35 - Patrono: Prudente José de Moraes Barros
24-Leda Coletti - Cadeira n° 36 - Patrono: Olívia Bianco
25-Maria de Lourdes Piedade Sodero Martins - cadeira no 26 Patrono Nelson Camponês do Brasil
26-Maria Helena Vieira Aguiar Corazza - Cadeira n° 3 - Patrono: Luiz de Queiroz
27-Marisa Amábile Fillet Bueloni - cadeira no32 - Patrono Thales castanho de Andrade
28-Marly Therezinha Germano Perecin - Cadeira n° 2 - Patrona: Jaçanã Althair Pereira Guerrini
29-Mônica Aguiar Corazza Stefani - Cadeira n° 9 - Patrono: José Maria de Carvalho Ferreira
30-Myria Machado Botelho - Cadeira n° 24 - Patrono: Maria Cecília Machado Bonachela
31-Newman Ribeiro Simões - cadeira no 38 - Patrono Elias de Mello Ayres
32-Olívio Alleoni – Cadeira n° 25 – Patrono: Francisco Lagreca
33-Paulo Celso Bassetti - Cadeira n° 39 - Patrono: José Luiz Guidotti
34-Raquel Delvaje - Cadeira no 40 - Patrono Barão de Rezende
35-Rosaly Aparecida Curiacos de Almeida Leme - Cadeira n° 7 - Patrono: Helly de Campos Melges
36-Sílvia Regina de OLiveira - Cadeira no 22 - Patrono Erotides de Campos
37-Valdiza Maria Caprânico - Cadeira no 4 - Patrono Haldumont Nobre Ferraz
38-Vitor Pires Vencovsky - Cadeira no 30 - Patrono Jorge Anéfalos
39-Waldemar Romano - Cadeira n° 11 - Patrono: Benedito de Andrade
40-Walter Naime - Cadeira no 37 - Patrono Sebastião Ferraz
Lino Vitti - Acadêmico Honorário (in memoriam)